Decisões para Tiago Nunes: jogos em julho será pesado, confira

  O mês de julho para o Tricolor e principalmente Tiago Nunes será pegado ao extremo, serão três competições sendo dois "mata - matas" em duas competições diferentes em  35 dias, além de jogos duros como o Palmeiras e  Gre-Nal pelo campeonato brasileiro. 

Julho para o Grêmio e Tiago Nunes principalmente, poderá ter um final trágico ou uma reviravolta em seu trabalho.  A maratona de jogos entre viagens e "mata-matas" poderão ser determinantes para sua permanência ou não no clube.

Na zona da degola no brasileiro, Tiago Nunes terá a chance no mês de julho de mostrar que realmente pode ser um vencedor no Tricolor. O Grêmio terá uma sequencia pesada em 35 dias, sequencia essa que passa por Campeonato Brasileiro, oitavas de finais da Copa Sul-Americana além das oitavas de finais da Copa do Brasil.

Parte da torcida já está pressionando muito o trabalho do treinador, uma queda nas oitavas da Sul-Americana ou Copa do Brasil, alinhado a maus resultados no brasileirão poderão ser decisivos para a queda de Tiago Nunes. Confira abaixo a sequência de jogos do nosso Imortal.



Tabela Tricolor em julho:

  • 04/07 - Grêmio x Atlético-GO (Arena do Grêmio/Camp. Brasileiro)
  • 07/07 - Palmeiras x Grêmio (Allianz Parque/Camp. Brasileiro)
  • 10/07 - Gre-Nal (Arena do Grêmio/Camp. Brasileiro)
  • 13/07 - LDU x Grêmio (Quito-Equador/ida - oitavas Sul-Americana)
  • 17/07 - Fluminense x Grêmio (Maracanã/Camp. Brasileiro)
  • 20/07 - Grêmio x LDU (Arena do Grêmio/volta - oitavas Sul-Americana)
  • 24/07 - Grêmio x América-MG (Arena do Grêmio/Camp. Brasileiro)
  • 28/07 - Vitória x Grêmio (Barradão-BA/ida oitavas Copa do Brasil)
  • 31/07 - Red Bull Bragantino x Grêmio (Nabi Abi-SP/Camp. Brasileiro)
  • 04/08 - Grêmio x Vitória (Arena do Grêmio/Camp. Brasileiro)


O momento decisivo de Tiago Nunes passa pela tabela acima, precisamos fazer no mínimo 65% dos 42 pontos restantes no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Isso para atingirmos pelo menos entre 28 a 29 pontos para ainda sonharmos com G5 no Brasileirão.

As classificações nas oitavas da Sul-Americana e principalmente na Copa do Brasil, poderão ser o divisor de águas para o treinador.

Comentários