Exigências do Grêmio emperram investida do Bragantino por Guilherme Azevedo

Tricolor estipula valor de R$ 2 milhões para liberar atacante por empréstimo e também quantia alta na opção de compra

As conversas entre Grêmio e Bragantino pelo atacante Guilherme Azevedo não evoluíram. As exigências feitos pelo Tricolor no negócio por empréstimo emperram a investida da equipe de Bragança Paulista.

O clube gaúcho pediu R$ 2 milhões para conceder o atacante emprestado. O valor na opção de compra ao final do vínculo também foi entrave, considerado alto. Esses dois pedidos, vistos como uma proteção do Grêmio, travaram as conversas.

Consultados, tanto o Grêmio quanto estafe de Guilherme citaram que as tratativas não avançaram. Na última semana, a diretoria gremista havia confirmado sondagens feitas pelo Massa Bruta pelo jogador.

A possibilidade de saída de Azevedo também encontrou bastante resistência interna no Tricolor. Integrantes das categorias de base não concordavam com a negociação e confiam em melhor rendimento do atacante com mais chances.

O atacante tem sido alvo do Bragantino há quase um mês. Os paulistas tentam o empréstimo do jovem, que não foi relacionado para os últimos quatro jogos do Grêmio, contra Sport, Santos, Fortaleza e Juventude.

Guilherme Azevedo não atua desde a Recopa Gaúcha, quando anotou um gol na vitória sobre o Santa Cruz. Em 2021, são quatro gols em 14 partidas disputadas. Figura entre o grupo principal desde 2019, alternando momentos na equipe de transição e no elenco profissional.

Comentários